viernes, 17 de junio de 2011

Sócrates defende abertura no Morumbi e projeta fracasso da Copa-2014

Maria Clara Ciasca
Gazeta Esportiva

Ídolo do Corinthians, Sócrates deixa a rivalidade com o São Paulo de lado quando o assunto é a abertura da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Receoso em relação às obras no Itaquerão, o ex-meia corintiano acredita que o Estádio do Morumbi deveria receber o evento.


"É um absurdo não usarem o Morumbi para a abertura da Copa. O estádio está ali, precisaria arrumar pequenas coisas. Para construir um novo leva muito tempo. O Itaquerão só ficará pronto se atropelarem as licitações", declarou Sócrates. "Mas o caso de São Paulo nem é o pior. Vai fazer estádio em Cuiabá, em Brasília, para umas 70 mil pessoas, para quê? Quem vai jogar lá depois?", pergunta o ex-jogador.

Favorável à Copa do Mundo no Brasil, por se tratar de uma grande oportunidade para o país, Sócrates acredita, porém, que o evento de 2014 será um fracasso, devido à falta de infraestrutura.

"Passaremos vergonha. Será a pior Copa de todas. Imagina se um chinês que quer acompanhar sua seleção vai conseguir assistir um jogo em Manaus e no dia seguinte estar no Sul."

A expectativa quanto ao futebol da seleção na Copa também não é das melhores. Sócrates projeta uma decisão entre Brasil e Argentina, sem final feliz para os brasileiros. "Será 2 a 0 para a Argentina, com dois gols de Messi. Vou até escrever um livro sobre isso", brincou o ex-jogador.